Verificando o tamanho da base de dados no PostgreSQL


Olá, neste post irei mostrar como verificar o tamanho da base de dados no PostgreSQL.

SELECT oid,datname FROM pg_database;

Esta consulta irá retornar o OID e o respectivo nome da base de dados. Com base nestas informações iremos descobrir o tamanho ocupado pela base de dados.

Acesse o diretório onde está instalado o PostgreSQL e entre no subdiretório data/base/ (ex: /var/lib/pgsql/9.3/data/base/ no Linux)

Agora com base no OID do banco de dados obtido anteriormente verificamos o tamanho da base.

Nos sistemas Linux podemos informar o seguinte comando: du -sh <OID>/ em sistemas Windows podemos verificar com o botâo direito > Propriedades para visualizar o tamanho do diretório.

 

Até a próxima

Linux – Como encerrar processos executando em uma porta específica


Neste post irei mostrar como finalizar processos no Linux com base na porta TCP/UDP que está sendo utilizada.

Para listar os processos que estão conectados à determinada porta, podemos utilzar um destes comandos (estou assumindo a porta 8080 do protocolo TCP como exemplo):

$ lsof -w -n -i tcp:8080

$ fuser -n tcp 8080

$ netstat -anp | grep :8080

E para matar o processo é só utilizar o comando kill

$ kill -9 pid

Até a próxima

Como remover um arquivo permanentemente no Linux


Muitas vezes é necessário apagar algum arquivo e ter a certeza que ninguém vai possuir acesso às informações contidas nele, como é o caso de lista de usuários e suas respectivas senhas, números de cartões de crédito, entre outras informações sigilosas.

Nos sistemas operacionais Linux, muitos conhecem o comando “rm” que é utilizado para apagar arquivos e diretórios por linha de comando. Mas poucos sabem que esta forma de exclusão não remove o arquivo de forma permanente, pois ele permite que programas especializados em recuperar documentos obtenham tais arquivos.
Portanto, se o seu objetivo é  jamais recuperar ou permitir a recuperação do arquivo, utilize o comando shred.

$ shred -u -n <numero de interações> nome_do_arquivo

-n número de interações ou gravações

-u remove o arquivo

O comando também pode ser utilizados para apagar um HD inteiro

# shred -n <numero de interações> -z <device>

-z significa que o último padrão a ser gravado será zero, ou seja, zera tudo, incluindo o MBR;

<device>: ponto de montagem do dispositivo a ser apagado, ex: /dev/sda, /dev/hda

Para mais opções do comando, consulte o manual

$ man shred

Até a próxima

Linguagem e sintaxe do ActionScript – Parte 1


O ActionScript 3.0 consiste na linguagem central do ActionScript e na API (Application Programming Interface) do Adobe Flash Player. A linguagem principal é a parte do ActionScript que define a sintaxe da linguagem, assim como os tipos de dados de nível superior. O ActionScript 3.0 oferece acesso programático ao Flash Player.
Este post apresenta uma breve instrução à linguagem e sintaxe centrais do ActionScript. Depois de lê-lo, você terá uma noção básica de como trabalhar com tipos de dados e variáveis, como usar a sintaxe apropriada e como controlar o fluxo de dados no seu programa. Continuar lendo

Introdução do ActionScript


Olá galera, hoje darei continuação ao tutorial de actionscript, começandocom um pouco de fundamento da programação;

Fundamentos de programação

Como o ActionScript é uma linguagem de programação, para conhecê-lo, primeiro é necessário compreender alguns conceitos gerais de programação de computador. Continuar lendo

Introdução do ActionScript 3.0


Olá galera, hoje vou começar com alguns posts de actionscript 3.0, espero que lhes sejam úteis.

O ActionScript é a linguagem de programação dos ambientes de tempo de execução Adobe® Flash® Player e Adobe® AIR™.
Ele permite interatividade, manipulação de dados e muito mais no conteúdo e nos aplicativos do Flash, Flex e AIR.
O ActionScript é executado com a AVM (ActionScript Virtual Machine), que faz parte do Flash Player e do AIR. O
código do ActionScript em geral é compilado no formato de código de bytes (um tipo de linguagem de programação
escrita e entendida por computadores) por um compilador, como o criado no Adobe® Flash® CS4 Professional ou no
Adobe® Flex™ Builder™ ou como o disponível no Adobe® Flex™ SDK. O código de bytes é incorporado aos arquivos
SWF, que são executados pelo Flash Player e pelo AIR. Continuar lendo

Obendo informações sobre os adaptadores de rede


Utilizando os recursos da plataforma .NET podemos entre muitas outras coisas obter as informações sobre os adaptadores de rede que estão concectados à nossa máquina.
Para obter informações sobre as interfaces de rede que estão conectadas à máquina local o namespace System.Net.NetworkInformation fornece acesso fácil as informações sobre a rede, configurações e estatísticas,
O método estático NetworkInterface.GetAllNetworkInterfaces, retorna uma matriz de objetos NetworkInterface. Cada objeto representa uma única interface de rede na máquina local, onde você então pode obter informações de rede e estatísticas da interface em questão.
Exemplo:
 
using System;
using System.Collections.Generic;
using System.Linq;
using System.Net.NetworkInformation;
using System.Text;
using System.Threading.Tasks;

namespace CSharpNetwork
{
class Program
{
static void Main(string[] args)
{
// Verifica se existe alguma interface disponível
if (NetworkInterface.GetIsNetworkAvailable())
{
// Obtém todas as interfaces da máquina local
NetworkInterface[] interfaces = NetworkInterface.GetAllNetworkInterfaces();

foreach (NetworkInterface ni in interfaces)
{
// Informações básicas

// Nome da interface
Console.WriteLine("Nome da Interface: {0}", ni.Name);

// Obtém a descrição geral da interface
Console.WriteLine("Descrição: {0}", ni.Description);
// Identificador da interface
Console.WriteLine("Id: {0}", ni.Id);

// Obtém o valor do enumerador System.Net.NetworkInformation.NetworkInterfaceType
// que identifica o tipo da interface (Ethernet, FastEthernetT, LoopBack
Console.WriteLine("Tipo: {0}", ni.NetworkInterfaceType);

// Velocidade (bits por segundo)
Console.WriteLine("Velocidade: {0}", ni.Speed);

// Indica se a interface está ativa
Console.WriteLine("Status: {0}", ni.OperationalStatus);

// Indica se a interface somente recebe dados ou envia
// e recebe dados.
Console.WriteLine("Somente Recebe Dados: {0}", ni.IsReceiveOnly);


// Informações de endereçamento
Console.WriteLine("Endereço Físico (MAC): {0}", ni.GetPhysicalAddress().ToString());


Console.WriteLine("Endereços IP:");
foreach (var addr in ni.GetIPProperties().UnicastAddresses)
{
Console.WriteLine("             -IP: {0}, Máscara: {1}, Expira em: {2}",
addr.Address, addr.IPv4Mask, DateTime.Now + new TimeSpan(0, 0, (int)addr.DhcpLeaseLifetime));
}
// Estatísticas da interface
Console.WriteLine("Bytes enviados: {0}", ni.GetIPv4Statistics().BytesSent);
Console.WriteLine("Bytes recebidos: {0}", ni.GetIPv4Statistics().BytesReceived);
}

Console.ReadKey();
}
else
{
// Nâo existem nenhuma interface de rede disponível....
}
}
}
}

Até a próxima.

%d blogueiros gostam disto: